Capacitância de um capacitor
O desfibrilador é, essencialmente, um capacitor, cujos eletrodos são colocados sobre o peito do paciente

Vamos imaginar e considerar que tenhamos um capacitor carregado com carga Q. Suponhamos então que a placa A desse capacitor possua potencial elétrico VA e a placa B possua potencial elétrico VB. A tensão elétrica ou diferença de potencial entre as placas do capacitor é representada por U. Sendo assim, determinamos a capacidade ou capacitância desse capacitor fazendo o uso da seguinte equação:

A capacidade depende:

- do isolante entre as armaduras
- da força e do tamanho de cada armadura, bem como da posição relativa entre elas.

Energia potencial elétrica armazenada por um capacitor

Circuito elétrico com capacitor

Para que consigamos armazenar energia em um capacitor é necessário realizar um trabalho que se transforma em energia potencial elétrica. Sendo assim, vamos considerar a figura acima, onde temos um circuito elétrico com capacitor plano. Caso fechemos a chave D do circuito, o capacitor irá carregar-se. Desta forma, sua capacitância é dada por  , que resulta que a carga do capacitor é, em cada instante, diretamente proporcional à sua diferença de potencial.

Podemos expressar esse resultado através do gráfico Q x U mostrado abaixo. O gerador, ao carregar o capacitor, forneceu-lhe energia potencial elétrica. Essa energia armazenada pelo capacitor é dada, numericamente, pela área A representada na figura abaixo.

Representação gráfica da carga versus diferença de potencial (Q x U)

EP=área sombreada

Em resumo temos:

JoomShaper